Em um lounge

Ontem à noite eu estava em um lounge, conversando com meu pai (ele tem 77 anos, então imagine a cena) sobre uma reportagem absurda sobre o filme do Mel Gibson na “Istoé Dinheiro”. Depois meu pai virou a Madonna, uma Madonna que entendia português e era gente boa, ou seja, não era bem a Madonna. E nós continuamos conversando sobre a “Istoé Dinheiro” e sobre outras coisas sobre as quais imagino que a Madonna não conversaria. Mas posso estar enganado sobre essa última informação, já que recentemente o Mel Gibson virou diretor de filmes sérios e o Arnold virou governador. Dois… digamos assim… ex-patolas.

Advertisements