Fases

raquete.jpg

Minha vida tem fases. Umas vão e vêm, outras ficam (deixando, portanto, de ser fases). Uma que veio e ficou foi essa mania de ler e escrever, que alguns chamam de “pensar”. Outra que veio e vai ficar é a de jogar tênis. Ando fazendo umas aulinhas e já consigo trocar umas bolas, ou seja, já dá pra jogar.

Geralmente, as fases que não ficam são as que nem passam de projeto. Se eu começo, continuo. A surfar, por exemplo, eu nem comecei. Também, nem cabe uma prancha no meu apartamento. Parece desculpa, mas não é. Imaginem um lugar de 42 metros quadrados, em cujo interior estão 600 livros, uma mesa com dois computadores, uma TV de 29 polegadas, uma cozinha e uma área de serviço, bem como três plantas de médio porte, um puff gigantesco, 300 CDs e um banheiro. Mal sobra espaço para todos os meus sonhos!

Quando uma fase nova chega, as antigas ficam temporariamente enfraquecidas quanto ao seu exercício diário. Portanto, toda vez que vocês entrarem neste blog aqui e não encontrarem nenhum post novo, provavelmente estarei jogando tênis ou procurando o melhor modelo de raquete para comprar (e, pasmem, divertindo-me com isso!).

Com o tempo, a empolgação vai dando lugar à simples prática diária do novo hábito, o que significa que, aos poucos, voltarei a exercer com mais afinco a minha mania de me atirar da varanda e sair voando literariamente pelas correntes de poluição, em busca do paraíso, neste lugar mais improvável do universo: São Paulo, Brasil (“Um país de todos”… haha!).

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s