A arte da enrolação

Enrolar para resolver as coisas é algo espontâneo, e é como uma arte. Nos dias de hoje, quase uma necessidade. Quanto mais coisas você faz, mais coisas há por fazer. Se você tem 20 pendências por resolver e resolve 10, aparecem mais dez. Se você não resolve nada, continua com 20, ou talvez com 23. É uma lógica maluca, mais ou menos como a lógica do saque. Se você tem 20 reais e saca 100 reais, gasta 120 reais em uma semana e tem de sacar mais. Se você não saca nada, passa a semana inteira gastando lentamente os 20 reais que tem, até acabar e você ter de sacar mais. Por que isso? Porquê, como já dizia sei lá quem, dinheiro na mão é vendaval.

Não estou fazendo a apoteose da inércia. Bem, só um pouquinho de inércia não faz mal a ninguém. Mas o caso é que a vida tem de ser gasta em doses homeopáticas.

Aliás, a vida também tem uma lógica meio louca. A lógica normal seria: se você gosta da vida, então prefere usufruir dela aos poucos, para que passe devagar. Mas nem sempre é assim. Às vezes é usufruindo dela devagar que descobrimos que gostamos dela.

Também é perigoso dizer que não se gosta da rapidez. Eu, por exemplo, não gosto de fazer muitas coisas rapidamente, como ir a uma loja, ao supermercado, pegar a roupa na lavanderia, almoçar, ir ao médico, tudo isso em um intervalo de 2 horas. Mas, quando estou sentado em frente ao computador, faço tudo vertiginosamente. Leio notícias, faço downloads, escrevo e-mails, navego por sites, tudo muito rápido.

Então talvez o problema não seja a rapidez. Talvez meu cérebro é que goste de velocidade? Talvez não, porque também adoro ler um livro vagarosamente. Talvez seja um problema com tarefas físicas? Não, porque gosto de viagens longas de carro e de jogar tênis.

Só sei que sinto muita preguiça diante de alguma série iminente de eventos. Quando começo a fazer algo, gosto e vou adiante. O problema é começar. Talvez por isso a preguiça seja um pecado. Pecados não têm explicação. Você simplesmente os deseja.

Tem gente, por exemplo, que tem preguiça de ler. Tem gente que tem preguiça de escrever. Eu, por exemplo, de fato já estou ficando com preguiça de escr

Advertisements