Arte retórica

O sábio chinês bem poderia ter dito o seguinte. Não duvida do poder da retórica, mas atenta para o fato: ela pode enganar-te, fazendo com que entendas por agradecimento a simples afirmação de que não fizeste mais que tua obrigação.

Senão, vejamos:

Obrigado por não virar as costas.

A frase é real. O receptor do “agradecimento” foi este que vos escreve. A versão “honesta” seria algo como: “Obrigado. Porém, não fizeste mais que tua obrigação.” Um perfeito paradoxo lógico, mas perfeitamente compreensível psicologicamente, enquanto expressão de uma série de sentimentos, dentre os quais um perfeito pecado: achar que sabe, tão bem quanto Deus, a parte de sofrimento que cabe a cada um nesta vida.

Advertisements