De folhas e gente

Da janela vejo umas folhas gigantes (saí de São Paulo, é claro).

A árvore é grande e me faz pensar em dinossauros, florestas primitivas. Uma das imagens que tenho em minha cabeça, e que me deixa feliz quando penso nela, é a de florestas de samambaias gigantes. Imagino criaturas gigantes comendo pachorrentas e penso na inutilidade da humanidade.

Hoje almocei em um lugar muito bom, porque vazio. Deviam fazer um guia dos “melhores” restaurantes: os vazios. Ou ao menos indicar os horários e dias em que os restaurantes ficam vazios. Não só os restaurantes, mas todos os lugares. Seria “O Guia do Homem Tranqüilo”. Existe lugar mais agradável que o lugar vazio? Existe paz maior que a de não ver ninguém na sua frente? Existe coisa mais insuportável do que gente?

Enfim, gostaria de prestar aqui uma homenagem a um amigo meu, citando uma frase dele: “Gente é uma coisa que não deu certo”.

Advertisements

One thought on “De folhas e gente

  1. para o “guia do homem tranquilo”, seção cidades: passeio no plano piloto de brasília no sábado à tarde. aproveite as calçadas planas para andar a pé nas entrequadras bem arborizadas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s