Feeds:
Posts
Comments

Archive for November, 2008

Descendo a Serra do Mar

Saudade do asfalto e dos postes em dia de chuva. Abro o blogue, vejo a foto e vem a nostalgia. O céu cinza e o nevoeiro combinam com o que trago dentro de mim. Mesmo quando estou feliz, respeito a tristeza e a imensidão, a sobriedade. Respeito São Paulo por isso. Por não sentir nunca uma felicidade plena, impossível para um ser mortal. A felicidade plena (o Rio de Janeiro?) é ingênua para um adulto. E cidades-criança me cansam.

Então continuo descendo. Mergulho imaginariamente no nevoeiro da Imigrantes, de carro alugado na Localiza, Palio mesmo, e mil ainda por cima. Lá embaixo, no norte, encontro amigos queridos. Espero sempre encontra-los. Eles não podem sair de lá pra nunca mais voltar. Se isso acontecer, não sei o que será de mim (de nós).

Advertisements

Read Full Post »

Continuo aqui. No blogue. Na Terra.

Subi a ladeira e lá em cima tinha outra. Desci então. Agora estou voltando. Estou mais ou menos na metade do caminho de volta. Configurei um servidor proxy e fiz uns downloads, mas isso não me serviu de consolo. Consolo de c* é r*la, como diria um amigo meu boca suja (de minha parte, contento-me com asteriscos, que viram pontos quando usam gel no cabelo). Pessoas me irritam, brasileiros… Quando começa a sair fumacinha, paro, respiro, conto até dez mil e penso “você quer ter razão ou quer ter tranqüilidade?” O problema da razão hoje em dia é que quando nós a temos, só Deus reconhece. Argumentação é coisa do passado. Foi superada pela configuração, pelo default! Vivemos no mundo do default. Tente reconfigurar, mexer nas propriedades, e você se arrependerá. Como usuário de Mac, sou um incorrigível customizador. Mas já advirto de antemão: não tente isso em casa. Não saia da bolinha. Não transgrida. Transgredir hoje tem regras, rigorosamente determinadas pela USP! Saia pela rua e você verá. É Windows pra todo lado. Outlook Express e conta POP, nada de IMAP, que isso é coisa de primeiro mundo. Experimente mandar um attachment de 15 megas. Caixa postal cheia! UOL. Terra. Argh! Hotmail! Calafrios na minha espinha. O email do Lula deve ser lula@hotmail.uol.terra.com.BR.

Espere! Vejo o fim da ladeira (para baixo, é claro). Acho que vou voltar. Lá em cima ela me espera, com a língua de fora, os olhinhos cheios de remela, as patinhas malhadas de rosa e preto, bafinho de ração, perfume de talquinho. Do lado, meu amor, razão do meu viver (junto com os downloads, o Eric Voegelin, o Olavo e o bife de chorizo, mas acima de todos eles).

Read Full Post »

Porto seguro

Aqui não faz frio. Aqui é bom. Saio pra rua e é bom também. Mas quando volto pra cá sinto-me seguro. Nada de vento, nada de pessoas falando loucamente. Apenas silêncio. Nunca vou encerrar meus blogues. Acho que encerrar blogues é uma coisa sem sentido. É como decidir morrer. É uma ilusão de controle.

Read Full Post »

%d bloggers like this: