Alice na paulicéia

Quem já saiu de sua cidade para ir para São Paulo sabe que a experiência é, no mínimo, peculiar. Eu a descreveria como uma mistura dos seguintes sentimentos: admiração, empolgação, liberdade, apreensão e incerteza. Depois de um tempo, vem um certo medo e depois esse medo vira lamentação, angústia. Mas a felicidade e a liberdade estão sempre ali. Então é por isso que a experiência é como se fosse uma droga: é ruim, mas vicia.

Bem, Alice, do seriado da HBO (todo domingo, às 22h), está vivendo tudo isso nas telas. E eu estou gostando de ver ali tudo o que eu senti. Vale a pena assistir ao seriado, ainda que seja preciso fazer download de alguns “torrents” (pergunte-me como), já que a série está no episódio 12.

Ah, e o vídeo aí em cima simboliza minha nostalgia dos tempos em que eu trabalhava como monitor na ilha de edição do laboratório de vídeo da faculdade. Quem já experimentou sabe que é viciante editar duas dúzias de imagens, casando-as com a música para formar um vídeo clichê!

Advertisements