Retro… ou: Reflexões de um jogador tiozão

retro

Já tive tantos videogames que nem me lembro. Comecei com um computador, o MSX, da Gradiente. “Terminei” no Playstation 2. Digo que terminei porque não tenho mais tempo para os jogos de hoje. Eles exigem dedicação integral, por dias e até semanas. Desbravar missões complicadas, descobrir segredos, tentar de novo mil vezes, isso toma tempo, sabe? Quando eu era garoto costumava ficar 3 ou 4 horas na frente de uma máquina dessas e meus pais (ou os pais de meus amigos, quando eu estava na casa de um deles) já achavam muito. E olha que eu jogava vários jogos durante essas 3 ou 4 horas. Hoje esse tempo é pouco. No Playstation 2 tem jogos que você joga por 2 horas só para descobrir como a coisa funciona. Depois é que vai começar mesmo a jogar. Tudo bem, são jogos mais inteligentes que os de antigamente. Mas será que isso compensa o fato de os moleques ficarem dias trancados no quarto jogando em vez de saírem para andar de bicicleta? Acho que não. Por mais que um videogame treine a inteligência… bem, deixa pra lá.

Só queria dizer que os joguinhos de iPhone me fizeram redescobrir aquele tipo de diversão que eu tinha antigamente. Esse aí da foto, por exemplo, é muito legal. Muito simples. Você tem que controlar sua navezinha e resgatar cientistas perdidos. Custa 99 centavos de dólar e tem 12 fases. Dá pra jogar um pouquinho ou um montão. Eu, por exemplo, joguei por 2 minutos, depois guardei no bolso o telefone. Diversão sem compromisso. Chama-se Retro – Cave Flyer (link para a iTunes Store).

Se você também gosta de jogos simples e divertidos, como nos velhos tempos de fliperama, também pode dar uma olhada no MAME, que é um emulador de jogos antigos. Você baixa o emulador (o meu preferido de Mac é o Mame OS X) e depois as “Roms”, que são os jogos propriamente ditos (estas você acha em lugares mais, digamos, alternativos, como o torrentz.com – procure por “mame roms”). Eu tenho 15GB de Roms em meu computador e comprei até um joystick da Logitec para jogar. Lembram-se de “Ghosts ‘n’ Goblins”? “Rygar”? “1943”?

Se bem que, no fim das contas, eu acabo jogando é no iPhone mesmo. Mas meu projeto para quando eu tiver mais espaço em casa é ligar meu computador em uma TV velha de tubo e jogar esses joguinhos como se eu estivesse no fliperama (na tela do computador a resolução deles fica sofrível). Ah, aposentadoria que não chega!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s