Cada

A vida tem cheiro de peleja. Vejo pedaços da vida alheia para tirar férias da minha. Depois volto. Sempre há que voltar. Na verdade não se volta, pois já se está – nunca se sai de dentro de si senão em abstrato. Mas não é neste abstrato que está a vida do homem? Em todo caso, pelejo. Cada dia, todo dia, dezenas de ações, pensamentos, centenas, milhares. Canso-me, vou dormir então. Uma tarde, uma manhã: enésimo dia.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s