Conforto

Você sabe que está virando um cristão de verdade quando sente-se confortado e protegido ao ver a Bíblia aberta sobre sua mesa e, acima de tudo, quando se sente como que “de volta para casa” toda vez que a lê.

Solidão

“(…) é exatamente porque não há solidão que dizes que  solidão. Imagina que eras o único homem no universo. Imaginas que nascias de uma árvore, ou antes, porque eu quero pôr a hipótese de que não há árvores, nem astros, nem nada com que te confrontes: supõe que o Universo é só o vazio e que tu nascias no meio desse vazio, sem nada para te confrontares. Como dizeres ‘eu estou sozinho’? Para pensares em ‘eu’ e em ‘sozinho’ tinhas de pensar em ‘tu’ e em ‘companhia’. Só há solidão porque vivemos com os outros…”

[Vergilio Ferreira, Estrela Polar]

Sussurro

Ironicamente, meu blogue se tornou o lugar mais privativo onde eu posso escrever na Internet. Por mais absurdo que isso pareça, sinto vontade de escrever para alguém ler, mas não quero que ninguém leia. Então posto aqui e não no Facebook. Aqui é minha casa. Canso-me da sociedade virtual das redes e então escrevo aqui, neste lugar aberto, sujeito aos radares do Google, mas onde ninguém me achará, pois ninguém procurará.

Vítima, eu? Não. Só quero falar baixinho, sem aparecer no mural de ninguém.

Falar sobre o quê? Nada.