O regresso

Ainda não cheguei, mas já estou voltando – de um longo sono literário quase vazio de leituras. Já o ar sinto voltando aos pulmões, já as letras respiro, que vêm das páginas. Esse estranho lar em que se está sozinho e acompanhado, pleno e fragmentado.

O único lar, no fim das contas, espécie de eternidade emulada.

Advertisements