Física fora de si

A filosofia de há cinquenta anos aspirava, quando muito, a ser um complemento das ciências particulares. Quando estas chegavam ao ponto em que já não podiam obter verdades claras, encarregavam à pobre filosofia, espécie de “criada para todos os serviços”, para que completasse a faina com algumas reverendas vaguezas. O homem se instalava dentro da física e quando esta concluía prosseguia o filósofo todo ereto, numa espécie de movimento de inércia, usando para explicar o que restava uma espécie de física extramuros. Esta física além da física era a metafísica — portanto, uma física fora de si.

José Ortega y Gasset, em “Que é filosofia”, referindo-se a coisas como o mecanicismo e a filosofia de Russel e Whitehead.

Advertisements