Aos poucos

Aos poucos, vou descobrindo por que, por tanto tempo, eu não gostei de literatura. A tradução brasileira é uma merda. Provavelmente, metade dos livros que a gente acha ruim é por culpa do tradutor, esse porco imundo que se arrasta pelos rincões da existência, sem nem ao menos valer-lhe a dignidade do anonimato na caridade de sua oferta. Oferece-nos, o porco, umas pérolas encharcadas de lama e esterco. Chafurdamos ali, então, por anos a fio. Quem sai do outro lado, ou vai se limpar, ou porco já se tornou também.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s