Mendel dos livros

“Ali, naquela mesa e apenas naquela mesa lia os seus catálogos e
livros, tal como lhe ensinaram a ler na escola de talmude,
cantarolando em voz baixa e balanceando-se, um berço preto e
baloiçante. Pois tal como uma criança que adormece e se desprende do
mundo através daquele vaivém rítmico e hipnótico, também o espírito,
segundo a opinião dos devotos, se entranha mais facilmente na graça da
submersão devido a esse balançar e oscilar do corpo ocioso. E de facto
aquele Jakob Mendel não via e não ouvia nada do que acontecia à sua
volta.”

Stefan Zweig, em Mendel dos livros.

Depois de ler esse conto, comecei a ler assim, balançando-me para a frente e para trás. Agora não consigo mais ler de outro jeito!

enter image description here

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s