Ausência

Trago o teu amor comigo como um mistério. Quando não estás aqui, é como se estivesses dentro de mim. As coisas estão cheias de uma presença que é não. Viver contigo é um alívio.

De outro modo, distraio-me com umas músicas, beijo nossa cadelinha, mas a tua ausência me desvanece. Parece que levaste contigo as minhas energias e o que sobrou não é meu, mas teu. Se é isso o amor, então é um perder-se no outro, um mergulho de esquecimento meio louco, e na volta eu não sei mais quem sou sem você. É um anular-se que enriquece, mas que também faz sofrer. Se o próprio Deus não sagrasse essa união, eu diria que é insanidade confundir-se assim com outra pessoa.

Mas no fim é a alegria. Quando retornas, tudo volta ao normal e então nos esquecemos de toda essa loucura e apenas somos, juntos, para sempre.

Advertisements